Ser capaz de ouvir qualquer coisa

Ser capaz de ouvir qualquer coisa

 

 

Numa roda ou, num encontro de família, alguém solta uma opinião que assusta ou contraria a (nossa) regra vigente…

A resposta é retrucar imediatamente ou engolir…na maior parte das vezes….criar um outro momento para devolver ou pedir explicações.

Ser capaz de ouvir é uma arte.

Conferir (com calma) o que ouviu é uma arte maior ainda.

Tentar mudar a opinião do outro para defender a nossa é o comum.

Num treinamento fiquei responsável pelo suco de laranja do grupo durante as refeições; cada vez sobrava suco e a instrutora pedia para aumentar o numero de laranjas no espremedor….e eu retrucava, opinava, reclamava, argumentava e a caixa de laranjas continuava a aumentar.

Contra o argumento de desperdício vinha a explicação que era bom para a mistura dos porcos.

A raiva contra a japonesa aumentava.

Depois de 7 dias, na hora da roda de avaliação do trabalho eu tinha um script longo sobre as injustiças que tinha sofrido.

E aí, vi lagrimas da japonesa escorrerem….surgiram dúvidas….o que estava acontecendo?

Ela explicava que essa era a instrução que recebera para me ajudar “ralar” meu orgulho e prepotência. Aprender a humildade, e simplesmente escutar, obedecer, seguir com naturalidade….sem drama.

O apego aos pontos de vista é uma das origens do sofrimento; as outras são apego ilimitado aos prazeres e à auto importância.

Ser capaz de ouvir com tranquilidade é uma “ação de poder”, que o que acontece não tire a estabilidade.

Voltando ao treinamento…era simplesmente para eu aprender a ouvir qualquer coisa…..