Quando a morte chega de repente

Quando a morte chega de repente

 

 

Você lembra de um episódio desse tipo?

A gente perde o chão.

Pode ter sido acidente, suicídio, falência do coração…

1 minuto antes estava tudo sob controle e no seguinte, fim.

O que acontece? Existem muitas hipóteses para quem vai embora.

Para quem fica, restam gratidão pelo tempo vivido, remorsos, assuntos inacabados e…. tempo para aliviar os sustos e as despedidas.

Isso tudo para relembrar que é uma das poucas verdades absolutas: a história de todos nós vai terminar; não se sabe quando e como, mas terá um final…..

A morte dos outros pode ser um lembrete:

Como você está vivendo: expectativas, ansiedade, remorsos, vergonhas, crença em milagres ou…..fazendo de conta que com você ainda falta tempo.

Talvez.

Morremos num quadro semelhante às escolhas que fizemos durante a vida.

Analise os finais de pessoas bem próximas, de quem conhece as histórias pessoais e vai descobrir que foi assim.

Então ….atenção às escolhas!!!!!

No momento da morte há 2 coisas que contam:

*o que fizemos na vida.

*qual estado de mente esse momento.

Mesmo que tenhamos acumulado muito carma negativo, se formos capazes de fazer uma mudança real na mente-coração, isso pode ser decisivo no futuro.

O momento da morte é um momento importante para transformar o carma (resultado das ações) negativo.

Na hora de adormecer é um bom treino para se “desligar desta vida”: gratidão por mais um dia, dedicação dos  bons momentos a outros seres (ou para quem você acabou de se despedir ou com quem tem dividas carmicas)    …respirar e se liberar em direção às estrelas….e se confundir com elas.