O que você está esperando?

O que você está esperando?

 

 

Você sabe quanto tempo ainda te resta?

Resta, digo, bem: se movendo, entendendo, livre?

Esse foi o susto que a pandemia nos deu.

2020… tão bonito esse número iluminado no réveillon!

De um dia para outro. Trancados, calados, ameaçados, higienizados, se despedindo.

Início de março, lembro que estava em Camboriú, notícias chegavam de um alguém com vírus em São Paulo. Pelas farmácias não havia mascaras, muito menos álcool gel…. talvez fosse uma precaução desnecessária….

Nem imaginava o que estava por vir, estava apenas aproveitando a viagem…quando avisei os filhos em São Paulo que estava visitando a Oktoberfest- exposição de cervejas se horrorizaram: volte!!!!….eles tinham muitas outras notícias.

Meio de março…estava meio confuso…poucas informações….melhor voltar…no aeroporto, pessoas com mascaras, voos cancelados….????era meados de março 2020.

Seria a última viagem do ano e do outro ano e quando será a próxima com segurança de retornar sã?…..

Pois é, ninguém sabe; nem sabe também quando será o último dia; então é melhor, talvez, seguir a sabedoria da música Epitáfio dos Titãs e viver sem arrependimento pelo que não fez. Não adie, faça… você merece alegria.

 

Devia ter amado mais

Ter chorado mais

Ter visto o sol nascer

Devia ter arriscado mais

E até errado mais

Ter feito o que eu queria fazer

Queria ter aceitado

As pessoas como elas são

Cada um sabe a alegria

E a dor que traz no coração

O acaso vai me proteger

Enquanto eu andar distraído

O acaso vai me proteger

Enquanto eu andar

Devia ter complicado menos

Trabalhado menos

Ter visto o sol se pôr

Devia ter me importado menos

Com problemas pequenos

Ter morrido de amor

Queria ter aceitado

A vida como ela é

A cada um cabe alegrias

E a tristeza que vier

O acaso vai…